Simplesmente Mariana…

Blog dedicado a relatar a história pela qual passamos com a Mariana, nossa filha, após seu diagnóstico de acrania.

3ª parte – A notícia…


E chegou o dia do Ultrassom morfológico – 13/01/12. Chegamos às 7:15 na Plani e em poucos minutos já estávamos dentro da sala do ultrassom. A médica entrou, falou ½ palavra e sentou de costas para onde eu estava. Acompanhei o exame, que durou poucos minutos, pela televisão. A médica levantou, murmurou mais ½ palavra para a Lúcia e saiu da sala. Presumi que ela tivesse falado para Lucia que estava tudo bem. Perguntei o que ela havia falado e ela disse: “Pode se vestir e aguardar lá fora!”. Como era tudo novidade e tudo aconteceu muito rápido ficamos sem saber de fato o que achar. Saímos da sala e aguardamos mais alguns minutos para que finalizassem o DVD. Naquele momento percebi, inconscientemente, que algo não estava certo e comentei com a Lucia – um sentimento muito forte de angústia, um aperto no coração!

Gostaria de fazer um parênteses para contextualizar o restante da história! Mais adiante tudo fará sentido. Bom a cerca de 01 ano atrás fomos convidados por um casal de amigos muito especial a ir ao Centro Espírita que eles frequentavam a algum tempo. Naquela época estávamos um pouco distantes de Deus, apesar de esporadicamente irmos à missa. Aquele dia, então, foi um marco em nossas vidas e como acredito que nada é por acaso….

Bom depois desta 1ª visita ao Centro Espírita passamos a frequentar semanalmente os encontros para leitura e discussão do evangelho da Doutrina Espírita, escrito por Alan Kardec. Para muitos o Espiritismo não é algo bem visto, mas as verdades da Doutrina Espírita se fundamentam em bases filosóficas, são demonstradas de forma científica e se desdobram em conseqüências religiosas.

Voltando a história, no dia seguinte após o ultrassom – sábado, fomos ao Centro Espírita como de praxe, mas desde a notícia do bebê íamos agradecer pela benção concedida. Mas neste sábado a minha angústia só aumentou. Após a leitura e discussão sobre uma passagem do evangelho fomos conversar com um médium e novamente agradecer. O médium, é aquele que serve de elo entre o mundo terreno e o plano espiritual, assim este se abre para que os espíritos se utilizem dele para transmitir mensagens positivas, palavras de conforto, carinho, pregando sempre o amor ao próximo, a caridade verdadeira e o caminho do bem. Neste dia passamos um bom tempo conversando com o médium sobre o bebê e nos foi dito que este bebê seria uma “luzinha” muito forte e especial e que estava vindo a este mundo para nos ensinar muita coisa. Demandaria de nós muita união e principalmente uma evolução espiritual muito grande. Ao final da conversa nos entregou 2 balas (doce) e nos disse para guardar e comê-las no momento em que não estivéssemos bem. A Lucia encarou com naturalidade tudo o que foi falado, mas eu fiquei ainda mais angustiado com tudo isso! No caminho de volta pra casa comentei com a Lucia que achava que esta criança teria alguma deficiência e ela ficou balançada! Neste mesmo dia, a noite estivemos na casa do mesmo casal de amigos que nos levou ao centro pela primeira vez e comentamos o que foi falado e eles também acharam que eu estava impressionado e que não era nada do que eu estava pensando!

E fiquei com esta angústia no peito até quarta-feira, 18/01/12, quando a Lucia foi à Plani pegar o resultado do exame. Na verdade minha maior angústia era quanto ao resultado da Translucência Nucal.

A Lucia me ligou no final da tarde dizendo que estava tudo bem com a Translucência, que era para eu ficar despreocupado. Mesmo assim eu pedi para que ela lê-se o laudo. Estava tudo ótimo com o nosso bebê, exceto pela última frase do laudo que dizia mais ou menos assim: foi constatada ausência da calota craniana – acrania. A Lucia disse que achava ser normal pois como ela ainda estava de 12 semanas não estava toda formada a calota craniana e que isto seria um praxe do exame. Eu fiquei encafifado com aquilo e voltei do trabalho pensando naquilo. Cheguei em casa e ela estava passeando com o “Gordinho” e “Raja”, nossos dois vira-latas trazidos de Goiás. Liguei o computador e comecei a pesquisar o que era essa tal de Acrania e aí passei a ficar preocupado! A Lucia chegou com os cachorros e expliquei a ela o que havia lido na internet imediatamente ligamos para o médico. Ele ficou assustado com o diagnóstico e disse que achava muito prematuro para constatar isto, perante o fato de a Lucia ainda estar na 12ª semana e pediu para que fossemos ao seu consultório no dia seguinte. Esta noite de 4ª para 5ª foi sem dúvida a mais tensa e nervosa que passamos! Uma incerteza sobre o futuro do nosso bebê pois tínhamos esperança de que o exame pudesse estar errado e assim nos apegamos a isso!

No dia seguinte chegamos as 8:00 no consultório e conseguimos um encaixe para as 10:00, mas novamente (risos), fomos atendidos somente as 11:30! O médico repetiu o que havia falado ao telefone na noite anterior e pediu para que fizéssemos um novo exame, desta vez particular, em uma renomada médica da cidade – Dra. Odivânia, que foi um anjo em nossas vidas neste momento de angústia e tensão. Antes mesmo de passarmos em consulta com o obstetra já havíamos ligado na clínica  da Dra. Odivânia para saber se havia disponibilidade naquele dia caso quiséssemos fazer um exame. Coincidentemente o médico nos pediu que fizéssemos o exame lá e depois voltasse com o resultado…..não pensamos 2 vezes. A Dra. Odivânia foi de uma sensibilidade e de um humanismo ímpar. Ela nos atendeu imediatamente e após alguns minutos dentro da sala do ultrassom recebemos a notícia que imaginávamos, até o momento, que poderia estar errada: “É Acrania mesmo!”

Naquele momento a Lucia desabou e passou a chorar copiosamente, soluçando e se esvaindo em lágrimas, enquanto eu tentava consolá-la e parecer forte (só por fora!!), mas quando vi a médica chorando e a abraçando não consegui aguentar e chorei muito….tremia de nervosismo….estava sem chão…..sem rumo! Ficamos ali alguns minutos sem saber o que fazer….para onde ir………….saímos rapidamente da clínica deixando para trás celular, carteira, documentos…..de tão transtornados que estávamos!

Aquele momento foi como se a vida tivesse mais sentido para nós….o trajeto de 15 minutos até em casa foi terrível…chegamos em casa 13:00 e fomos direto para o quarto deitar e nos lamentar……..passados alguns minutos consegui falar algumas palavras para a Lucia pois ela precisava de acalmar…….e aí que todos os ensinamentos espíritas começaram a fazer sentido e toda aquela conversa que tivemos lá atrás com o médium também! E neste momento lembramos das 2 balas que foram dadas para comê-las no momento de tristeza!  Realmente Deus é algo supremo e divino…………….comemos as balas e foi como se alguém estivesse falando por mim pois comecei a falar coisas tão bonitas para a Lucia que nem eu sabia de onde estava tirando forças para falar aquelas coisas! Em poucos minutos toda aquela tormenta passou e ficou apenas um sentimento de tristeza, mas sem sofrimento, sem histeria! Algo impressionante que só o Cara lá de cima pode fazer!

Para vocês verem o quão impressionante foi…..tirei forças não sei de onde para cozinhar e fazer o almoço. Logo após o almoço retornamos ao médico e lhe demos a notícia! Ele ficou tão transtornado, mas tão nervoso que não falava coisa com coisa…..tremia muito! Ele ficou perdido e desnorteado pois jamais havia se deparado com tal situação, além de ser uma pessoa muito religiosa (católico). Não sabíamos o que fazer…..se consolávamos ele ou se continuávamos falando sobre o assunto!

Depois de alguns minutos e um pouco mais calmo ele nos explicou sobre a anomalia, da sua incompatibilidade com a vida extra uterina e de que este era um caso em que a justiça autorizaria a interrupção da gravidez a partir de um laudo médico, que seria feito por ele mesmo. Ele pediu apenas alguns dias para poder pesquisar e conversar com alguns colegas para nos dar o laudo, mas que caso a justiça autorizasse ele não faria o procedimento pois iria contra os seus valores religiosos, uma vez que o bebê estava vivo!

Como estávamos muito comovidos com toda a situação e perdidos sobre o que fazer e a quem recorrer decidimos acatar o que ele falou e aguardar o seu laudo!

Enquanto isso outra pessoa abençoada começou a fazer parte da nossa vida – o advogado. Ele estava tão perdido quanto nós sobre o que fazer pois jamais tinha visto algo deste tipo, mas mesmo assim se prontificou imediatamente a nos ajudar com tudo o que precisássemos!

E aí então começaria a parte mais angustiante de todas………enfrentar a Justiça Brasileira!

2 comentários »

2ª parte – Os dias seguintes…


Bom, desde o primeiro momento algo lá dentro me dizia que nosso tão esperado bebê era uma menina…..e o nome já havia sido escolhido desde os primeiros instantes! E o que era mais engraçado é que nome para menino não conseguíamos gostar de nenhum….e isso me fazia acreditar que realmente seria uma menina!

Fizemos todas as contas e “simpatias” imagináveis e inimagináveis e tudo dava que seria uma menina…..já até imaginávamos aquele “serzinho” loirinho (igual a mãe qdo era bebê), olho claro do vô (Edu) e da vó (Vera) e gorduchinha igual o pai (kkkkkkkk)!!

Já começamos a “castelar” a decoração do quarto, as cores, móveis e etc….etc….etc………ansiosos? Imagina!!!! (risos)

Passado toda esta euforia do primeiro e segundo dia, finalmente relaxamos e voltamos pra Terra.

Marcamos a primeira consulta para alguns dias depois e começava aí a nossa saga com o Obstetra!! Para quem é daqui de São José dos Campos sabe do que estou falando!! (kkkkk)

Bom, a primeira consulta foi marcada para  as 11:00 e fomos atendidos apenas as 14:00…….@#$%  #$@ &%$&@#!!!!!! kkkkkkkkkkk….já fiquei todo estressado…xingando o médico, postando mensagens no facebook……indignado (e consegui vários adeptos no facebook…kkkk)! Mas este sentimento de indignação acabou assim que entramos no consultório do médico……..tenho que admitir que o cara teve o “dom” de amolecer meu coração em apenas 1/2 dúzia de palavras! Ufa!

A próxima consulta foi o 1º ultrassom….uma ansiedade enorme para ver e ouvir o coraçãozinho do bebê batendo………era um e feijãozinho de 2,5 cm, mas que fez as minhas pernas tremerem e as lágrimas escorrerem!!! O-B-V-I-A-M-E-N-T-E que as horas que antecederam este momento maravilhoso foram de puro “stress”…..quase 3 horas aguardando o médico…..DE NOVO!!! (kkkkk). Saímos de lá com a guia para o ultrassom morfológico, para o exame da translucência nucal, em Janeiro……o que já me deixou com uma pulga atrás da orelha, mas sem precedente algum….apenas um sentimento estranho! O meu subconsciente já me preparava para o que viria adiante!

Bom, a partir daí a mamãe tornou-se uma grávida característica: enjôos, olfato aguçado e muuuito cansaço!! Claro que mais linda do que nunca!

Isso já era Dezembro….Natal em família……ursinhos, roupinhas, babadores, bodies e tuuuudo para o bebê…..uma curtição só!!!

E veio 2012……começando com o pé direito em uma super festa de Ano Novo na companhia de grandes amigos!! A minha teoria de que os anos pares são melhores que os ímpares se concretizara na minha cabeça, naquele momento.

Já era Janeiro, o dia do exame da Translucência Nucal se aproximava……comecei, então, a pesquisar sobre o assunto no Google a fim de descobrir o que de fato este exame nos diria!

Este exame mudaria completamente nossas vidas, mas principalmente a forma de ver, entender e compreende-la…………………………………..

 

 

Deixe um comentário »

1ª parte – Tudo começou assim…


Bom esta nossa história começa no final de Novembro de 2011. A Lúcia,  emotiva que é, comentava que sua menstruação atrasara 2 ou 3 dias e eu retrucara, racionalmente: “…imagina Lucia, está dentro do “desvio padrão”……2 ou 3 dias não são considerados atraso!…”.

No final do dia seguinte ela reclamou que havia passado o dia enjoada e indisposta, mas sem associar isto a uma eventual gravidez. Neste mesmo dia, a noite, fui para a aula na pós-graduação com aquilo na cabeça e resolvi, ao sair da aula as 22:30, passar na farmácia e comprar um teste de gravidez.

Como um cara prevenido já comprei 2 exames – prova e contra-prova….(risos). Cheguei em casa, acordei a Lucia e não deu tempo nem de ler a bula……a “prova” já havia dado positivo.

Apesar da empolgação e tentando agir racionalmente, aguardamos até a manhã seguinte para refazer o exame com a 1ª urina do dia….e obviamente que a “contra-prova” também deu positivo! Mas para ter certeza TO-TAAAL, ligamos no laboratório e agendamos o exame de sangue. Detalhe: eram 5:30 da manhã do dia 25/11/11. As 6:45 estávamos na frente do Quaglia fazendo o cadastro e as 7:15 a Lucia já havia retirado sangue!

Começava naquele instante a manhã de maior ansiedade das nossas vidas! Peguei o protocolo do laboratório e levei comigo para poder consultar pela internet o resultado! Quando cheguei no trabalho meu “querido chefe” (brincadeira Rogerinho!!) resolveu me convocar para um “tour” pelas obras e verificar as pendências! Minha cabeça estava a mil e tudo que ele falava eu concordava…..(risos). Meu foco era apenas o celular – consultava a cada 30 segundos pela internet se o resultado do exame havia saído…..e fiquei nisso até o meio-dia!! Todos estavam saindo para almoçar quando resolvi consultar pela última vez, antes do almoço, e eis que estava lá o resultado no site!!! Tremia igual uma vara verde……abri o arquivo e pronto!!! Não sabia se chorava, gritava……saí andando pela empresa meio desnorteado e ligando pra Lucia!!!

Recebemos então naquele instante a tão esperada e maravilhosa notícia de que seríamos pais. Uma emoção indescritível e comparada ao que senti no dia do meu casamento.

Fui pro restaurante, coloquei um monte de comida no prato, mas totalmente sem saber o que estava fazendo………sentei na mesa, contei a todos, recebi vários abraços e parabéns….até da Karina (Nutricionista do restaurante que havia descoberto que estava grávida a pouco tempo). Foi aquela euforia……fiz um trilhão de ligações pelo celular. Simplesmente fui ligando pra todo mundo que estava na agenda do meu celular……só para Goiás foram umas 10 ligações!!!

Mas a maior angústia é que eram 12:00 e não podia ir pra casa encontrar a mãe da criança pois a tarde tinha reuniões marcadas!!!!

Enfim, este dia foi inesquecível…uma sensação de euforia que não dá pra descrever!!!

Não preciso nem comentar que a família ficou toda boba!!!

Bom, aqui foi onde tudo começou, a seguir cenas dos próximos capítulos…

5 comentários »

%d blogueiros gostam disto: